sábado, 21 de maio de 2011

Toxinas!!!

Olá!

Hoje vamos falar um pouco sobre as toxinas que geramos durante anos e anos de alimentação e estilo de vida desnaturados e de como podemos eliminá-las com eficiência e com equilibrio no processo de transição para um estilo de vida frugívoro. Afinal, este estilo de vida e alimentação que levo é o ideal para eliminar toxinas diariamente e com sucesso!

Vamos à faxina?


Internamente, as toxinas são geradas por transtornos de origem psicológica, como o medo, a sensação de rejeição, o estresse, o desequilíbrio emocional e afetivo, a irritação causada, por exemplo, pelos congestionamentos de trânsito e as mais diversas maneiras de agressão que resultam dos relacionamentos sociais. Já a respiração, a ingestão de alimentos e a própria capacidade de absorção da pele introduzem no corpo físico as toxinas provenientes do meio externo, da poluição ambiental, dos alimentos manipulados artificialmente, dos produtos químicos, dos gases e outras substâncias nocivas.

Grande parte das toxinas da sua alimentação desses anos todos estão armazenadas em seu corpo. Muito pouco dessas toxinas são eliminadas e com certeza as toxinas produzidas dias antes de você começar a comer frutas e vegetais crus ainda estão armazenadas em seu corpo.

Por quê isso acontece?

Porque quando você consome alimentos desnaturados, processados, industrializados, cozidos, muito condimentados etc, além de não se exercitar diariamente, fica muito difícil para o corpo eliminar essas toxinas. Todo o sistema linfático que tem uma grande importância e trabalho de eliminar o que não é bom do corpo, fica “emperrado” devido a falta de atividade física e ao consumo excessivo de alimentos desnaturados que irão dificultar o processo de digestão e assimilação por serem muito pesados e “estranhos” ao corpo.

Todos sabemos como é difícil eliminar um hábito. Afinal, é algo que “construimos”, damos atenção, nos propomos a fazer diariamente em nossas vidas. O corpo acostuma mesmo. Porém, o corpo também está preparado para ser modificado a qualquer momento, aliás, mas do que isso, a mente adora novidade e o corpo acaba respondendo a ela.

Para entendermos um pouco sobre essa parte do hábito e da mente, vou transcrever aqui um trecho do livro “Mente e Cérebro Poderosos – Um guia prático para sua saúde psíquica e emocional, Conceição Trucom – Ed.Cultrix”:

A mente subconsciente também é conhecida como não racional, porque sua função, tal qual um computador, é armazenar informações e obedecer a ordens sem questioná-las. Ou seja, por não ter nenhuma capacidade de discenirmento e raciocínio, a mente subconsciente não se importa com nada, só obedece a comandos, embora seja dotada de imensa inteligência e potencial.(...)

Para alterar o que está programado, é preciso muito comprometimento e dedicação. Segundo a psicologia, são necessárias um mínimo de 21 dias de prática consciente para instalar um novo hábito na mente subconsciente. Só a partir de então o novo hábito se torna uma ferramenta da mente consciente.”

Desta forma conseguimos nos dar conta de que temos um grande poder de mudança dentro de nós, e quando tomamos consciência disso, a cura, a mudança para algo melhor já se instalou. A grande diferença será no comprometimento diário de transformar um hábito arraigado em algo diferente e melhor. Corpo e mente agradecerão!

Plante um pensamento, colha uma ação. Plante uma ação, colha um hábito. Plante um hábito, colha um caráter. Plante um caráter, colha um destino.” Stephen Covey

Quando você começa a comer mais alimentos crus, você pode vir a sentir uma falta dos alimentos densos como os alimentos cozidos, ricos em amido, ricos em proteína e gordura, processados, condimentados, gelados, picantes etc, pois eles foram um hábito que você plantou há muito tempo atrás. E você pode só se dar conta disso quando já estiver comendo novamente esses alimentos.

Não se exija tanto em relação ao consumo de vez em quando desses alimentos neste processo inicial de mudança, afinal, você está aqui para evoluir e se conscientizar o tempo todo de como pode viver melhor e fazer o melhor, não é mesmo?


O mais importante é se dar conta. Depois, o mais importante é a conscientiAÇÃO.


MUDANDO A ALIMENTAÇÃO E O ESTILO DE VIDA

No momento que você decide mudar a alimentação para um estilo de vida e alimentação frugívoro (de apenas frutas maduras e vegetais frescos, e algumas poucas nozes e castanhas) nem que seja por 1 mês, tem de colocar em prática boas noites de sono e se exercitar bastante.

Porém, neste começo também, nosso corpo está passando por desintoxicações, e poderá ficar com menos energia - pois a energia estará sendo colocada no processo de desintoxicação -, então, evite se exercitar em demasia para não causar stress no corpo.

Muita energia você poderá vir a sentir nos primeiros dias, mas pode ser também que seu corpo peça um descanso maior. Lembre-se, se sentir que precisa descansar mais do que se exercitar, opte por se alimentar só de sucos nesses dias, desta forma, você exigirá o mínimo do seu corpo para a digestão de alimentos, e melhorará esse processo de desintoxicação. Faça sucos de melancia, melão, laranja, uva, (tomando um suco de uma fruta por vez) pois estes são bem diuréticos e ajudarão também na eliminação de líquidos e gordura corporal.

É no descanso que o corpo consegue reparar com eficiência, além de desintoxicar com mais eficiência as toxinas.

Por isso, eu oriento as pessoas ficarem 2 meses pelo menos para ver o efeito real - um mês para ir calmamente acordando o corpo e modificando os hábitos e um mês para se manter comprometido e 100% na alimentação e desta forma poder sentir realmente todos os MIL E UM efeitos maravilhosos que ela nos tráz.

Nós fazemos por merecer a saúde e fazemos por merecer a doença. E a doença, nada mais é do que o excesso de toxinas no corpo que não conseguiram ser eliminadas.


Quanto mais “doloroso” forem esses processos de desintoxicação durante a processo de transição, só nos mostra o quanto estamos intoxicados.

É claro que nosso corpo leva um tempo para se limpar de todo o excesso que criamos durante tantos anos, porém, é bem verdade também que se você aderir a esta alimentação crua, frugívora e de baixa gordura, além de se exercitar e descansar bastante, seu corpo com certeza eliminará muita toxina num espaço curto de tempo, porque o corpo é FANTÁSTICO! E tem todas as ferramentas para fazer este processo ter sucesso...mas tem que ter determinação e comprometimento.


FATORES QUE ATRAPALHAM NA TRANSIÇÃO E NOS TIRAM ENERGIA

Uma reclamação feita por algumas pessoas é que quando elas começam uma dieta e estilo de vida crudívoro*, eles se sentem sem energia. Após alguns dias, seu corpo deveria sentir mais energia e não menos.

*Friso bem aqui que normalmente essa baixa energia acontece normalmente quando as pessoas mudam para um estilo de vida crudívoro e não para um estilo de vida frugívoro (alimentação baseada em frutas e vegetais e baixa gordura, sem utilização de grãos, sucos coados, óleos e sementes e grãos germinados)

Aqui vão algumas causas que tiram energia quando modificamos nosso estilo de vida e alimentação:

→ Quando não dormimos bem, as horas necessárias

→ Usar óleos e azeites em sua alimentação – pois a digestão desses óleos e azeites é muito pesado para o corpo digerir, levando 2 horas para cada gota de azeite ou óleo!

→ Comer demasiadamente alimentos oleaginosos como: abacate, nozes, coco, castanhas, sementes

→ Não se exercitar diariamente. Não é porque nos primeiros dias talvez você não consiga se exercitar vigorosamente, que você vai ficar o dia inteiro vendo TV em casa! Fazer exercícios de respiração, caminhadas leves em um parque ou na praia podem ser uma boa pedida nesses primeiros dias.

→ Depressão, pensamentos negativos, auto-destrutivos, ansiedades. Todos eles podem contribuir para um mal funcionamento do corpo.

→ Não respirar ar puro ou se exercitar em lugares poluídos.

→ Não se hidratar corretamente durante o dia. Beber bastante água nesse primeiros dias é de grande importância na eliminação de toxinas.

→ Misturar os alimentos que não tem boa combinação entre si pode causar indigestão e com isso baixa energia – pois o corpo utiliza muita energia para digestão! Lembre-se de nunca misturar alimentos gordurosos (abacate, nozes, castanhas) com frutas doces (banana, fruta do conde, jaca, caqui) por exemplo.

→ Usar especiarias, condimentos, sal, pimentas– pois estes todos estimulam nagativamente o corpo, tirando muita energia dele para conseguir expelir do organismo suas substâncias tóxicas.

→ Comer quando não se tem fome verdadeira. Precisamos gerar fome através de atividade física principalmente para que precisemos comer, pois desta forma a digestão será perfeita.

→ Fumar ou ser fumante passivo.

Por todos esses pontos acima nos tirarem energia, e o corpo em seu processo natural gastar bastante energia para eliminar toxinas, então o melhor a fazer é evitar ao máximo todos eles, e fazer as mudanças necessárias para que o resultado seja próspero.


Nos próximos posts, pretendo escrever sobre a importância das atividades físicas diárias e porque eu não acredito que podemos ter sucesso na alimentação frugívora sem se exercitar!

Se increva aí do lado para sempre receber as atualizações dos posts!

Um grande beijo de luz!

Malu

terça-feira, 3 de maio de 2011

Novidades!

Meu queridos!!!

O Workshop neste último domingo foi um SUCESSO! Além de ter tido receitas deliciosas! :)

Antes de qualquer coisa, o que fez ele ser maravilhoso foi o grupo que se criou no dia. Que lindo esse grupo, que pessoas iluminadas, simpáticas, abertas para o novo. Fez realmente toda a diferença. Todos nós trocávamos informações, reflexões, receitas...enfim, eu estava ali como um canal, trazendo uma "nova" informação, porém, todos ali tinham algo para acrescentar e realmente fez esse meu primeiro Workshop aqui no Rio, em anos, ser tão maravilhoso e engrandecedor!

Fizemos receitas deliciosas, super fáceis de fazer e naturais. Fizemos Vitamina de banana, Creme de caqui, Sopa de mamão com tomate e pepino, Salada com molho de mamão e abacate, Wraps de couve e de alface com deliciosos recheios...hummm!!! Tudo sem condimentos, sal, azeite e cozimento! Pura simplicidade!

Logo, logo postarei as fotos do evento para que todos vejam o lindo grupo e as deliciosas receitas que fizemos no dia.

Aproveito para agradecer desde já todos aqueles que estavam presentes no Domingo, todos aqueles que não puderam ir mas que emanaram muitos pensamentos positivos para que tudo desse certo, e para todos aqueles que me ajudaram a realizar tão maravilhoso workshop! Gratidão!

Gostaria também de compartilhar com vocês algumas novidades que estão acontecendo comigo por aí:

- Saiu uma entrevista comigo para um maravilhoso site Vegetarianos Online, um site novinho em folha e cheio de informações interessantes!
Dêem uma lida: http://www.vegetarianosonline.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=134&catid=87&Itemid=94


- Não divulguei aqui no blog ainda, mas já estou na minha segunda coluna em um outro maravilhoso site de sustentabilidade chamado GreennavaStyle...leia a minha última coluna e e aproveite para passear pelo site e se informar de assuntos extremamente importantes além de ter muita novidade sobre o mundo sustentável ;)
http://style.greenvana.com/2011/coluna-alimentacao-inteligente-sorria-para-os-feirantes-e-va-aos-ceus-com-o-caqui/

- E o meu mais novo vídeo! Um pouco da minha trajetória neste estilo de vida... :)